16 junho 2021

TODXS NO 19J!!!

 


PT SANTIAGUENSE CONVIDA: TODOS NO ATO DO DIA 19 DE JUNHO!

 

O Partido dos Trabalhadores – PT, por sua Direção Municipal, convida seus filiados e simpatizantes, bem como os partidos democráticos, entidades e movimentos populares, a cidadania consciente e solidária para participarem das atividades que serão realizadas no próximo sábado, dia 19 de Junho (19J) em todo o pais. Em Santiago será realizado um Ato Público na praça Moisés Viana (‘Esquina Democrática), a partir das 10,30h, centro de Santiago/RS.  A chamada principal do Ato Público é Fora Bolsonaro e Vacina para todos, Já!

 

Na parte da tarde, será realizada a segunda etapa da Campanha PT Solidário, que consiste na distribuição pelo partido de ‘cestas básicas’ (alimentos e produtos de higiene) às famílias já cadastradas que se encontram em condições de vulnerabilidade – passando fome e necessidades, na verdade.

É hora de resistir e lutar! Lembramos que foram os governos do Partido dos Trabalhadores (Presidente Lula e Presidenta Dilma) que tiraram o Brasil do ‘mapa da fome’ e nesse momento nos solidarizamos com as pessoas que têm sido vítimas da incompetência e maldade desse atual des-governo que ameaça a nossa soberania, a democracia, fragiliza a saúde, acaba com empregos, aumenta a desigualdade social e empurra mais de 30 milhões de pessoas para a extrema pobreza.

Direção Municipal do Partido dos Trabalhadores de Santiago/RS

14 junho 2021

Venha para o LeftBank: o primeiro banco para esquerda no mundo!!!

#Lançamento #Telefonia #Leftfone #Esquerda #Revolução #EsquerdaCompradeEsquerda #


Vem ser Left e garanta Cashback em todo real que você gastar!

No seu plano LeftFone ou em qualquer outra marca que faz parte do nosso Clube de Vantagens.

Uber, Netflix, Magazine Luiza, Lojas Americanas, Petz, Gasolina, e muito mais!

Não perca mais dinheiro e garanta esse mundo de vantagens agora!

Não vai perder essa chance, hein?


-Conheça o primeiro banco para esquerda no mundo! Abra a sua conta e comece a aproveitar todas as facilidades e vantagens do nosso app.



12 junho 2021

O avião, as motos e o jegue

 

Por Fernando Brito*

Jair Bolsonaro, “nem aí” para governar, está como se estivesse em reta final de campanha eleitoral.

Aproveita enquanto pode usar, e usa, a máquina pública para promover seu turismo eleitoral, provocativo e agressivo.

Confia em que haverá, além das falanges fascistóides e orgulhosas de de sua ignorância, uma maioria que adira, outra vez, por manipulação e preconceito, ao “candidato do jegue”, como se referiu ontem a Lula, ao invadir um avião em Vitória para produzir alvoroço e, pelo que se viu nos vídeos, até uma briga dentro da aeronave (artigo 261 do Código Penal: “expor a perigo embarcação ou aeronave, própria ou alheia, ou praticar qualquer ato tendente a impedir ou dificultar navegação marítima, fluvial ou aérea”).

O ‘teste de popularidade’, claro, não funcionou bem, ao contrário do desfile de motos que ele protagoniza agora, em São Paulo, com um público mais adequado, o de “selvagens das motocicletas”, o jegue dos ricos, que usam para afirmar sua masculinidade decadente, que vive de exibições, como é própria nas gangues.

Animado pelo sucesso de sua motociata e apertado pelas revelações da CPI, mostrando inequívoca desídia (pelo menos) na compra de vacinas, gastos na desinformação da população com o tal “tratamento precoce” e o temor que as quebras de sigilo bancário, fiscal e telemático de ex-ministros e dirigentes do governo, Bolsonaro deve subir mais alguns pontos a sua já temerária escala de agressividade.

Conta com a intimidação geral com suas ameaças de golpe, o medo da pandemia e com o acanalhamento geral das instituições para seguir fazendo isso enquanto o país se estiola na doença, no desemprego, na inflação e na fome.

Sim, aquele país dos jegues, dos pobres que pararam de viajar de avião, para rever a família que deixaram para trás nas décadas de migração.

Alguém deveria lembrar ao presidente que o valente animal sobreviveu a secas, a desgraças, ao jejum e ainda é, pelos fundões do Brasil, o melhor amigo dos humildes.

Metáforas, porém, não são o forte do ex-capitão.

*Jornalista e blogueiro - via Tijolaço

11 junho 2021

Freixo anuncia saída do PSOL e filiação ao PSB para concorrer ao governo do Rio

Freixo estava no PSOL desde a sua fundação, há 16 anos; mudança de partido mira candidatura para o governo do Rio

Na última quinta-feira (10), encontro no Rio reuniu lideranças do campo progressista para falar sobre a situação do estado - Foto: Reprodução

Da Redação do Brasil de Fato*

O deputado federal Marcelo Freixo anunciou na manhã desta sexta-feira (11) pelo Twitter a sua saída do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) após 16 anos. O parlamentar, que estava no PSOL desde a sua fundação, irá se filiar ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) mirando o governo do estado do Rio de Janeiro nas eleições de 2022.

“Hoje, encerro esse ciclo com a certeza de que apesar de não estarmos juntos daqui para a frente no mesmo partido seguiremos na mesma trincheira de defesa da vida, da democracia e dos direitos do povo brasileiro”, escreveu. 

O anúncio ocorre um dia depois do encontro no Rio de Janeiro que reuniu nomes como Lula (PT), os deputados federais Jandira Feghali (PCdoB -RJ) e Alessandro Molon  (PSB-RJ),  o deputado estadual André Ceciliano (PT), além da presidente do Partido dos Trabalhadores e deputada federal Gleise Hoffmann (PT-PR).

Leia mais: RJ: Na Baixada Fluminense, coletivo reúne forças políticas para apoiar Lula em 2022

Em entrevista publicada na Veja, Freixo explica que no PSB terá a possibilidade de construir uma aliança mais ampla para derrotar o bolsonarismo e proteger a democracia. Na avaliação do deputado, o Rio é um local chave para as próximas eleições.

“A disputa no Rio, especialmente, não é da direita contra a esquerda, mas da civilização contra a bárbarie. O PSOL estará conosco, mas, sem dúvida, teria mais dificuldade de fazer uma frente tão abrangente quanto se faz necessária”, disse à revista. 

Para o deputado, nas eleições do próximo ano o que estará em jogo é a Constituição.

"As eleições de 2022 serão um plebiscito nacional sobre a Constituição de 1988, se ela ainda valerá no Brasil. Por isso nós democratas não temos o direito de errar: do outro lado está a barbárie da fome, da morte e da devastação", disse no Twitter.  

Fonte: BdF Rio de Janeiro

*Edição: Jaqueline Deister - Via https://www.brasildefato.com.br/

10 junho 2021

Chefe do Gabinete Paralelo, Osmar Terra usava informações falsas na campanha contra as vacinas


247* - Apontado como organizador do Gabinete Paralelo para uma gestão negacionista da pandemia de Covid-19, o deputado federal Osmar Terra (MDB-RS) afirmava nas redes sociais, em setembro de 2020, que o pico da pandemia já havia passado no Brasil e usava informações falsas na sua campanha contra a vacinação. 

O ex-ministro defendia a retomada de atividades, comparava o coronavírus com a H1N1 e classificava a imprensa como “apocalíptica”. Convocado a depor como testemunha na CPI da Covid, ele também organizou a reunião em que médicos defensores da cloroquina sugeriram a criação de um 'gabinete das sombras'. A informação foi publicada pelo jornal O Globo.

O deputado apareceu ao lado de Bolsonaro na reunião em que um grupo de médicos convencia Bolsonaro sobre a possibilidade de tratar a doença com medicamentos como a cloroquina e o tratamento precoce, em detrimento da compra de vacinas. 

O parlamentar sustentava nas redes sociais que o “isolamento radical pode aumentar a mortalidade”, citando uma pesquisa até então inexistente. “Esse rapaz foi um dos inspiradores do ‘fique em casa’ sem qualquer base científica, exacerbado pela mídia e responsável pela quarentena lockdown mais devastadores e letais da pandemia. Triste!”, publicou Terra para mais de 300 mil seguidores no dia 2 de setembro. 

Dois dias após a reunião em que a criação do “gabinete das sombras” foi sugerida a Bolsonaro, o ex-ministro fazia comparações fora de contexto entre o número de mortes totais em 2019 e 2020 em Porto Alegre (RS). Ele utilizou dados do Portal da Transparência do Registro Civil, da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais, e que não levava em conta números demográficos, como o nascimento de pessoas, e epidemiológicos, como a redução de outras causas de morte durante o isolamento social.

Para combater as medidas de restrição, o deputado afirmou: “descobri que em 2019 morreram mais pessoas do que em 2020 e não se quebrou a economia nem fecharam escolas por isso”.

Em diversas publicações, o ex-ministro atacou o isolamento social ao afirmar que a pandemia seria responsável pela “duplicação de famílias na miséria, o aumento sem precedentes no consumo de álcool e drogas ilícitas e o crescimento vertiginoso da população de rua”. 

*Via https://www.brasil247.com/

09 junho 2021

"SENADOR HEINZE (PP/RS) É A VERGONHA DA CPI!!!"


"As declarações do senador Luís Carlos Heinze [PP/RS] na CPI viraram motivo de piada." Professor Leonardo, no seu canal no Youtube

08 junho 2021

O FASCISMO CHEGOU NA COPA AMÉRICA!



*Tite é comunista! Com esta frase simplista Flávio Bolsonaro, o das rachadinhas, classifica o técnico da Seleção. A Seleção que está se recusando a disputar a Copa América. E que se não jogar será também chamada de comunista.
O fascismo é fácil de ser apreendido pelo simplismo de suas afirmações idiotas. (Bemvindo Sequeira)