16 fevereiro 2011

Código Florestal (II)


Aldo Rebelo propõe vale-tudo premiando desmatadores
                  
                             Reinaldo Canto* escreve:


Na entrevista intitulada “Aldo Rebelo diz que críticos estão “desinformados” sobre novo Código Florestal”, do site Sul 21, republicada aqui na CartaCapital, o deputado Aldo Rebelo, apenas insiste em bater na mesma tecla que tem causado tanto mal estar, desde que seu projeto foi aprovado em Comissão em julho do ano passado. Não é por outra razão que o próprio Governo Federal, por meio do Ministério do Meio Ambiente, está elaborando um projeto alternativo que modernize o Código Florestal, mas sem jogar por terra pontos importantes de preservação ambiental, que integram a lei vigente.

Entre eles, a revogação da anistia a produtores rurais que desmataram até 2008 e a reintrodução das áreas acima de 1.800 metros e topos de morros como sendo de preservação permanente.

Quando se fala da necessidade de modernização da lei e a adaptação à nova realidade, pouca gente discorda. O que não é concebível é que se destrua a lei vigente e se coloque no lugar um vale-tudo premiando os desmatadores e comprometendo o futuro de todos os brasileiros.

E os desafios para a modernização da lei também devem levar em conta a dramática expansão da ocupação humana desde a entrada em vigor do atual Código Florestal no já distante ano de 1965. Hoje quando se afirma que as águas de um rio invadiram casas e cidades, raramente ouvimos dizer que essas casas e cidades é que invadiram o espaço destinado ao escoamento das águas dos rios. Os cuidados, portanto, devem ser redobrados.

Diante desses fatos e se levarmos em conta que a nova lei proposta pelo deputado Aldo só agrada a um lado, obviamente deveria passar por novas discussões e revisões. Pois caso entrasse em vigor como está, certamente, não atenderia aos interesses da sociedade brasileira.

*Reinaldo Canto é jornalista  especializado em sustentabilidade e consumo consciente. Foi diretor de Comunicação do Greenpeace, coordenador de comunicação do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente e correspondente da Envolverde, Carta Capital e mídias ambientais na COP-15 em Copenhague. É colaborador da Envolverde.

Fonte: Carta Capital   - Edição e grifos deste blog

2 comentários:

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


COMPARTIENDO ILUSION
JULIO

CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...




ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE MONOCULO NOMBRE DE LA ROSA, ALBATROS GLADIATOR, ACEBO CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER ,CHOCOLATE Y CREPUSCULO 1 Y2.

José
Ramón...

JÚLIO CÉSAR SCHMITT GARCIA disse...

Beleza de Poema, companheiro Jose Ramon!
Gracias! Forte abraço!